"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 28 de julho de 2017

Boletim 253 - [ São tantas... Mágico observar... Noite... ]


























São tantas...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 23/julho/2017



São tantas as palavras me chegam desorientadas,
Há as que vêm uma a uma e vão se acomodando,
Algumas com mais intensidade, consigo até raiva,
Outras, pois mais tímidas, quase em total silêncio;

Há aquelas que se faz premente pelo seu ‘libertar’,
Há aquelas que preferem apenas ficar no isolamento,
Há as carregadas da dúvida que as inibe de se expressar,
Há as que precisam de certo da urgência em se revelar;

Algumas chegam, mas preferem ficar escondidas,
Que nem sejam lembradas, se possível nem usadas,
Porém pouco a pouco se achegam e vão se permitindo;

Por fim todas se entendem em perfeito consenso,
Vão se aproximando e se organizando sensatamente,
‘Nasce’, pois então ‘destas’ a ordem que dá ‘vida’ a poesia.
































'Poemagem - poesia que 'nasce' da imagem...'

Mágico observar...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 22/julho/2017



Há momentos que a beleza da Terra e do céu se mescla,
Deixa nos olhos a dúvida da escolha do que é mais belo,
Se observar o alto ou ao que está praticamente palpável,
É como se cada qual buscasse trocar o seu mágico lugar;

Faz d’água o espelho inspirador a espera d’uma escolha,
Produz questionamentos e exige o aguçar da visão clínica,
O vislumbrar do céu na Terra e o espetáculo da Terra no céu,
O brilhar das estrelas que ofertam luz e harmonia ao Planeta;

Há momentos que a beleza da Terra e do céu se mescla,
Leva ao refletir sobre o que se deseja e o que se faz necessário,
Como é, pois essencial o equilíbrio entre os seres e seu habitat;

Faz d’água o espelho inspirador a espera d’uma escolha,
Solicita de cada ser a consciência dos aprendizados e da maturidade,
Entender ao ciclo do existir, erigir em si a essência d’alma.


































'Poemagem - poesia que 'nasce' da imagem...'

Noite...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 24/julho/2017



Oh noite, que ora és plena amiga, ora quase demoníaca,
Fita-me com o teu olhar por vezes benevolente e sereno,
N’outras tão inquisidora que me assusta, pois admirá-la,
Não sei se me julga ou se me oferta a complacência d’alma;

Sabes mais de meu ser do que eu, mesmo quando em silêncio,
Creio que lê meus pensamentos, ‘invade’, bem sei meus desejos,
Já não consigo esconder nem os simples, o que dizer dos tórridos,
Conhece ao brilho ou a falta deste em meus olhos, até as lágrimas;

‘Ouve-me’ noite-após-noite aos meus sofreres em total paciência,
‘Acolhe’ aos risos que se faz versejar de meus tristes e solitários olhos,
‘Aconchega-se’ comigo quando a paz chega mansinha e se faz promissora;

‘Alimenta’ minha pele fria que já não sabe mais se arrepiar d’amor,
Sei que não queres que eu cá em dor viva no cativar da sorrateira solidão,
Mas... oh noite, que ora és plena amiga, ora quase demoníaca, perdoa-me...
























Postagens populares