"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Boletim 239 - [ Olhar... Nem eu sei... Solamente tu... ]





























Olhar...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 01/janeiro/2017


Olhar para si mesmo e refletir não é fácil tarefa,
Isto exige muita disciplina e solicita resignação,
É mais que observar, é ponderar todos os seus atos,
Deve-se, pois patrulhar aos hábitos e melhorá-los;

Não pense que é ser em público um modelo a seguir,
É muito mais, é ser com todos e com tudo sempre essência,
Não se ‘vestir’ da máscara da falsidade e do retrocesso,
É preciso ter e a vida requer sempre autenticidade;

De certo que cada qual é uma ilha individual,
Porém é preciso haver tanto paz, como harmonia,
Ninguém vive a sorrir ou a chorar só para si,
Precisa-se de motivos para ser feliz ou libertar a tristeza;

É-se um aprendiz das lições deste tempo rápido passageiro,
Enfrentar as adversidades, vivenciá-las e assim amadurecer,
Este é o grande segredo para a plenitude da mágica vida,
Assimilar, compartilhar, melhorar e ajudar na melhora.



























Nem eu sei...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 01/janeiro/2017


Sigo pela vida sem o aroma da tua pele,
Tendo que mentir a mim mesmo sobre o gostar,
Finjo viver neste silêncio, neste inferno,
Não respiro nem a meu próprio ar;

Nem sei até hoje como ainda sobrevivo,
Fiz-me de ti prisão, acorrentei-me num calabouço,
Encantado, pois por teus beijos e carícias,
Iludido na verdade das tuas falsas ofertas;

Sigo pela vida sem o aroma da tua pele,
Custou-me muito a realidade, mas alforriou-me,
Foi preciso eu mesmo ferir-me do que mais temia;

Nem sei até hoje como ainda sobrevivo,
De certo há uma força maior que me protege,
Faz-me viver mesmo que ainda exista o que fira.



























Solamente tu...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 01/janeiro/2017


‘Alimenta-me’ este teu sorrir,
‘Ilumina’ todas as minhas noites,
Minh’alma ‘une-se’ a tua em paz,
‘Renasço’ no carinho dos teus braços;

‘Alimenta-me’ este teu sorrir,
Minha pele ‘navega’ na maciez da tua,
Meu ‘mar’ é palpável mansidão,
Minh’água ‘repousa’ em tuas areias;

Somos um só verdadeiro sentimento,
Meu gostar ‘encanta-se’ do ‘teu’,
Faze-mo-nos um só desejo – amor;

Somos um só verdadeiro sentimento,
Sensações, harmonia e prazeres – amantes,
Metade de meu ser se completa na ‘tua’.



















Postagens populares