"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Boletim 224 - [ Regência... O expressar de nada serve... Bandeira do Brasil... Vislumbre... Menino Brayan... ]













 













Regência...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 03/janeiro/2017


Se finda um ano que muito se buscou apaziguar corações e almas,
Atuaram de certo Oxalá e Iemanjá nesta árdua tarefa de comunhão,
‘Deles’, a oferta da Paz e a mansidão de suas águas nos quatro cantos,
Despertar assim a bondade e a tranquilidade para com o próximo;

Desfazer rancores e mágoas, libertar ódios e invejas aprisionadas,
Mostrar caminhos seguros, onde a sensatez e a lógica existam,
Reverenciar ao bom discernimento, as atitudes e a sobriedade,
Compreender a essência do viver, a importância da mão amiga;

Agora um novo tempo se faz nascer e novas ações também,
Um ciclo que encerra para que outro ganhe vida e significado,
Eis que se apresentam, pois para a tarefa Oxum e Oxóssi,
Trarão força, muita garra, coragem, prosperidade e determinação;

Cada qual atuará na sua hora, no que lhe é devido e há seu tempo,
Primeiro Oxóssi o caçador, trará fartura, conhecimento e disciplina,
Depois Oxum, regerá a família, abrirá os caminhos e as oportunidades,
Estarão unidos pelo bem comum, pelo o que é justo e nobre, e você?
























O expressar de nada serve...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 04/novembro/2016


Se eu publicasse fotos do nu qual fosse,
Se eu publicasse escritos em banalidade,
De certo haveria a comoção e a reverência,
Haveria aos seguidores, aos aficionados;

Contudo, como o que 'liberto' é a poesia,
Isto para muitos nada representa, é vazio,
Lê-se aqui e esquece-se acolá, simples assim,
Desfaz-se como folha amassada, rasga-se;

Muitos dirão, são palavras, nada mais,
É muito mais que isto, são emoções, vida,
São sentimentos, são verdades que salvam;

São estórias, também histórias de qualquer um,
Representa saudade, solidão, passado e até amor,
Porém, busca o reencontrar da essência, a Paz.
























Bandeira do Brasil...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 20/novembro/2016


És adornada por quatro cores,
Símbolo Maior de nossa Pátria,
Tremula de Norte a Sul, de Leste a Oeste,
Está hasteada no mais distante rincão;

És o ‘manto’ que nos representa,
‘Vibra’ nos verdes campos e florestas,
‘Pulsa’ em forte amarelo, solo de riquezas,
Resplandece em vasto e sereno céu azul;

‘Traça’ os rumos da Paz em brancos tons,
‘Carrega’ em teu centro palavras de relevância,
Pensamentos e atitudes que nos forja,
Um povo em Ordem e Progresso;

És adornada por quatro cores,
És o ‘manto’ que nos representa,
És o ‘panteão’ de nossa Soberania,
És, pois a nossa Bandeira, Bandeira do Brasil. 























'Tela do artista plástico piracicabano: Marcelo Romani Borges de Araujo'
‘POETURA – poesia que ‘nasce’ da pintura...’
Vislumbre...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 06/janeiro/2017


No ‘alto’ da serra,
Na vastidão,
Feito ‘mar’
De cores,
De vida,
De colorido,
Resplandece
A natureza,
Nada pede,
Nada cobra,
Apenas
Espera
Por
Um
Simples
Olhar.























‘Menino’ Brayan...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 28/dezembro/2016


rinca conosco a vida,

Ora com esponsabilidades,

Ora rebelde e se f A z irreverente,

es, também com peraltices,

Está li nos impondo regras,

Está ali nos da do plena liberdade;


imos de nós mesmos,

Chor mos por nós e por outros,

Somos nião quando preciso,

Somos vita L força que salva;


Assim se onha com tudo e com nada,

Trabalhamos a maginação ao máximo,

Não importa s E como criança ou adulto,

Vivemos do ealizar de nossos desejos,

Para o construi R d’um tempo melhor,

Mais justo, moroso e de PAZ;


Aprendemos com a arra de nossos pais,

Com a vital c ragem que neles é escudo,

Forte e i penetrável que nos molda para o bem,

Ensina-nos E nos conduz ao caminhar correto,

Para que saibamos elar de nós e de noss’alma...

















Postagens populares