"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Boletim 208 - [ Acróstico: 'Messala'... Traíste-me... Não és de sangue, mas és filho... Acróstico: 'Rodolfo'... ]











              











De teu nome um acróstico...
'M e s s a l a'
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 14/setembro/2016


      M esmo que nos pareça que o viver tanto nos ‘cobre’,

       E nganamo-nos a respeito de todo este ritmo de fatos,

         S omos solicitados, isto não podemos negar, é evidente,

        S omos feitos do resultado de cada aprendizado vivido,

        A dquirimos conhecimento, aprimoramos sentimentos,

        L evamos assim nosso processo de maturidade adiante,

        A lcançamos alegrias, vitórias e força nas adversidades.











              












Traíste-me...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 11/setembro/2016


Traíste-me até na hora de nosso adeus,
Sai, pois apenas com os meus pertences,
Deixei-te tudo o que era de bem material,
Comigo somente lembranças d’uma vida;

Traíste-me até na hora de nosso adeus,
Nada fizestes para salvar anos de união,
Jamais acreditaste que eu assim o faria,
Quando viste a realidade já era tarde demais,

Honrei ao meu nome, ao meu caráter,
Chamaram-me de tola, idiota, que fiz papel palhaço,
Contudo, sai de cabeça erguida e digna,
Não ‘pesa’ em mim a falta de consciência;

Honrei ao meu nome, ao meu caráter,
Na minha ingenuidade esperei de ti maturidade,
Um gesto simples, um pouco de humanidade,
Infelizmente nem isto foste capaz de ofertar.











              












" 'Repousa' sereno o violino,
Aguarda, pois ao seu 'mestre',
Para assim ambos 'libertarem',
A poesia que 'vive' na música... "











              











Não és de sangue, mas és filho...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos
Concebida em: Piracicaba, 13/setembro/2016


‘Canta’ aos meus ouvidos,
Como música celestial,
O carinho da tua fala,
O som que soa da tua voz;

Este teu gesto tão natural,
Que ‘nasce’ da essência da tu’alma,
Faz-se, de certo pura verdade,
‘Toca’, pois cá em meu ser;

‘Liberta-se’ de seus lábios,
Sincero, envolto de emoção,
Expressar do teu sentimento;

Sorriem meus olhos em jubilo,
Não és de sangue, mas és filho,
Chama-me com verdade de pai.











              











De teu nome um acróstico...
'R o d o l f o'
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 15/setembro/2016


  R aios e trovões bradam como trombetas no céu ao anunciar,

  O stentam com orgulho a força ora sutil, ora bravia da natureza,

  D ominam de certo a sua fragilidade, como tal a sua exuberância,

  O fertam, pois a beleza, como todo o Poder que emana do Criador,

  L ibertam em ventos o colorir das nuvens em pura magia de tons,

  F ormam um espetáculo único aos olhos de quem observa e se permite,

  O pulência d’um planeta ‘vivo’, abençoado com o mais sublime bem, a vida.












              




Postagens populares