"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Boletim 169 - [ Como?... Inspiração... Persistente... Almas d'amor... Recusa... ]





















 

Como?...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 10/dezembro/2015


Ao meu lado apenas eu mesmo,
Um ser que não mais se conhece,
Pedaços desfeitos em desamor,
Olhar distante, abandonado no vazio;

Ao meu lado apenas eu mesmo,
Olhos que não mais se expressam,
Lábios silenciosos à espera de nada,
Mãos frias e solitárias de um afago que fosse;

Emoções e sentimentos feitos em feridas,
‘Sangra’ em lágrimas, constante solidão,
Coração e pele proibidos do prazer do puro amor;

Emoções e sentimentos feitos em feridas,
Nem mais temo ao fim, se o fim sou eu mesmo,
Apenas me pergunto... Como hei de apagar esta paixão?


















Inspiração...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 09/dezembro/2015


Escreverei até que me falte à inspiração,
Se este é o meu caminho então ‘este’ será,
Usarei das verdades, das dores e das alegrias,
Serei o mensageiro das emoções e sensações;

Escreverei até que me falte à inspiração,
Se fui eu o escolhido, de certo não fugirei da lida,
Farei ‘vivo’ aos sentimentos, a paz d’alma,
O prazer do gostar, o êxtase do puro amor;

Nada me calar-me-á, apenas o desígnio do Criador,
Se o ‘dom’ me veio ‘Dele’ a ‘Ele’ servirei,
Mesmo que não encontre flores na caminhada;

Nada me calar-me-á, apenas o desígnio do Criador,
Se ‘dar vida’ as palavras é meu maior mérito,
Assim este será até aos últimos dias do meu viver.

















Persistente...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 09/dezembro/2015


No fundo eu sei que não sou nada,
Mesmo indo a busca das dores,
‘Libertando-as’ para o bem d’outros,
O que faz mal ao corpo e n’alma;

No fundo eu sei que não sou nada,
‘Lapido’ as emoções e aos sentimentos,
Dou-lhes uma nova chance pela paz,
Mas praticamente ninguém percebe;

Contudo ainda me faço persistente,
Sei que não faço o que faço em vão,
Há e haverá os que precisam e acolhem;

Contudo ainda me faço persistente,
Passará a tormenta e ‘nascerá’ a harmonia,
As palavras me conduzem em prol da poesia.


















Almas d’amor...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 08/dezembro/2015


Na praia deserta,
O silêncio da noite,
A empolgação dos amantes,
O som d’água do mar;

Na praia deserta,
Nem o luar da lua,
A brisa suave do oceano,
Pensamentos, desejos a dois;

Areia ainda morna,
Corpos quentes,
Alvoroçados em paixão;

Areia ainda morna,
Corações e peles em êxtase,
Faz-se consumar ao amor.


















Recusa...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas® - Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 08/dezembro/2015


As suspeitas agora se fazem pura e derradeira verdade,
Recusa-nos o gostar, o amor que em nós habitava-nos,
Fez-nos estranhos de nós mesmos, tristes solitários,
Não ‘ouvimos’ mais aos nossos corações, silenciamo-nos;

As suspeitas agora se fazem pura e derradeira verdade,
Nossos olhos não mais veem as belezas de nossas almas,
Acolhem-nos as lágrimas que ainda buscam explicação,
A razão que impede a emoção de expor aos sentimentos;

Nem as palavras nos beneficia muito menos o destino,
Deu-nos a decisão final, não há a opção do voltar atrás,
O sábio tempo encerrou de certo o que nada em nós havia;

Nem as palavras nos beneficia muito menos o destino,
O caminhar será longo e vazio, a solidão e passado serão companhia,
Não nos caberá olhar ao que ficou mesmo na dor é preciso ir em frente.












Postagens populares