"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sábado, 6 de junho de 2015

Boletim 141 - [ Qual a sua escolha? Esta sou eu... Piano solidão... ]


















Qual a sua escolha?
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 03/junho/2015

 Atirar a primeira pedra faz-se fácil,
Atingirá a outrem,
Do que importa,
Ver-se ao defeito alheio nada demais,
Dizer do mesmo menos ainda,
Todos assim o fazem,
O telhado de vidro é d'outro,
Agir é simples, corriqueiro,
Engana-se quem assim pensa,
Atitudes solicitam responsabilidade,
Palavras limites e consciência,
O que se desfere de certo retornará,
Pense, reflita, se questione, pondere,
Ao recolher à mão a pedra que irá ferir,
Acolha nestas mesmas mãos uma flor,
Oferte um sorriso, uma gentileza,
Respeito, isto é o mínimo,
Um gesto digno...

















Esta sou eu...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 03/junho/2015

 Posso ser ácida...
Cítrica,
Doce,
Perfume,
Excitante,
Estonteante,
Prazerosa,
Sensual,
Romântica,
Erótica,
Agressiva,
Social,
Política,
Religiosa,
Enfadonha,
Feder,
Afável,
Simpática,
Alegria,
Tristeza,
Abandono,
Proximidade,
Agonia,
Melancolia,
Amargura,
Diabrura,
Travessura,
Bondade,
Harmonia,
Sensação,
Sentimento,
Emoção,
Desejo,
Saudade,
Solidão,
Passado,
O agora,
Presente,
Distante,
Palpável,
Para se ler,
Para se ouvir,
Vida,
Morte,
Atitudes,
Escolhas,
Opinião,
Decisão,
Espinho,
Flores,
Pedras,
Terra,
Lua,
Céu,
Mar,
Ar,
Corpo,
Alma,
Criação,
Destruição,
Bem ou Mal,
Dependerá,
Do que você,
Com seus pensamentos,
Com as palavras,
Aprisione,
‘Liberte’,
Eu!...
Sou,
A
Simbiose,
De tudo,
O que se vê,
O que se sente,
O que se nega,
O que se oferta,
‘Falo’...
Pela natureza,
Pela pessoa,
Pelo silêncio,
Pelo barulho,
Pelos lábios,
Pela pele,
Pelos poros,
Pelo desamor,
Pela desunião,
Pela separação,
Pela aproximação,
Pelo gostar,
Pelo amor,
Que ao se unir,
Gera felicidade,
Permite então,
Que tudo se harmonize,
Gera o essencial,
P
O
E
S
I
A

















Piano solidão...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 01/junho/2015

 No ouvir da música vinda das teclas d’um piano próximo,
Viajam meus pensamentos buscando pelo encontro dos teus,
Meus ouvidos clamam no vazio pelo som da tua voz em vão,
Meus olhos ‘caminham’ na solidão da noite silenciosos e tristes;

Viajam meus pensamentos buscando pelo encontro dos teus,
Meus sentimentos, de certo se fazem perdidos na tua ausência,
Minhas emoções consolam-se junto ao meu ser, por vez solitária,
Relembrando sensações que aparentam estar perdidas na mente;

Meus olhos ‘caminham’ na solidão da noite silenciosos e tristes,
Faço da minha e da tua pele um tempo de recordações passadas,
Esperanças estas que ora se findam, ora se renovam n’alma;

No ouvir da música vinda das teclas d’um piano próximo,
Tudo se faz misturar, alegrias, tristezas, o calar de vozes,
‘Liberta-se’ discreta lágrima que pela minha face ‘brinca’...











Postagens populares