"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sábado, 9 de maio de 2015

Boletim 137 - [ Silêncio... Inesperado surgir... Salva-me... ]





















"Não cabe ao poeta ou a poetisa fazer distinção do amor para um lado ou para outro, cabe-lhe ser imparcial, mas verdadeiro[a], falar dos sentimentos e das emoções com liberdade, com verdade, com alegria, com dor se preciso, mas captar que o amor não é escolhido, é 'ele' quem escolhe, seja ao casal hetero ou homo. Não cabe buscar explicações, mas sim captá-las para criar harmonia, suavizar a vida e dar-lhe mais alegrias, quem sabe uma pitadinha de excitação.
Compartilho aqui um texto que se enquadram as pessoas heteras e as pessoas homo, porque o amor acontece, haja reciprocidade ou não e não faz escolher, instala-se no coração e depois n'alma..." - CeGaToSí®


Silêncio...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 05/maio/2015

Quanto eu quis sentir o sabor dos teus lábios,
Nunca tive a coragem suficiente para lhe contar,
Carreguei e ainda carrego comigo este desejo,
Sei que nunca acontecerá, você não admitiria;

Quanto eu quis sentir o sabor dos teus lábios,
Não que me faltasse oportunidade, foram muitas,
Quantas vezes eu estive próximo de ti, olho no olho,
Tive-lhe em meus braços, do sonho à realidade;

Levarei comigo este desejo que nos é proibido,
Manter-me-ei sempre em silêncio, será o meu segredo,
Será o meu sonho, a minha alegria solitária;

Levarei comigo este desejo que nos é proibido,
Consola-me o isolamento e a distancia que impus,
Tenho pelo menos a tua amizade, não ao teu amor.



















Inesperado surgir...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 03/maio/2015

No mais inesperado instante de minha vida você se fez surgir,
Trouxe a perdida luz ao meu viver que se fazia tão triste e vazio,
Ofertaste de modo simples, espontâneo cativante e alegre sorriso,
Cativaste aos meus olhos a ponto de me deixar em embaraço;

No mais inesperado instante de minha vida você se fez surgir,
Faltaram-me de momento as palavras e permaneci em silêncio,
Aproximaste tão rapidamente de mim que não tive ação alguma,
Quando percebi estávamos frente a frente, tudo era pura emoção;

Enfeiticei-me de ti, queria fugir, mas não sabia para onde ir,
Estava ali a mercê do seu olhar, da sua proximidade, dos sentimentos,
Ouvia o som da tua voz que me fascinava, tirava-me a sanidade;

Enfeiticei-me de ti, queria fugir, mas não sabia para onde ir,
Pediu-me a permissão d’um abraço, sentir o calor de meu corpo junto ao teu,
Aceitei de pronto e ouvi sussurrares, quer namorar comigo...





















Salva-me...
Marcio Evair
e
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida entre: Triunfo e Piracicaba, 02/maio/2015

Costura poética: quando ao texto é acrescentada a percepção d'outro[a] poeta[isa]

Devora-me, 'saboreei-me' pétala por pétala,
Porém seja paciente e extremamente carinhoso,
Contudo cuidado com meus espinhos profundos,
Estão escondidos, enraizados em minha pele amarga,
Arranque-os de vez de mim, lhe suplico oh poeta;

Utilize se preciso for todas as rimas do mundo!
Faça em meu corpo uma considerável coleta,
Me investigue bem no âmago de minh'alma,
Só assim para eliminares tudo que me afeta,
'Libertar-me' de certo desse meu pretérito imundo;

Você é quem escolhi para ser o tanto que me completará,
O que lhe peço apenas é que não se distancie um segundo,
Aborte sem piedade a minha angústia que se faz tão secreta,
Aniquile minhas saudades, excomungue a minha solidão,
Enquanto, nova vida, renascerá em mim e fecunda.













Postagens populares