"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Boletim 125 - [ Amor... Viajar no tempo... Água... Quem se é?... ]















Amor...
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 07/janeiro/2015

  
Amor, este misterioso sentimento que se faz 'sentir' como água na pele,
Um sutil 'líquido' invisível que 'flui' nas pessoas sem que se deem conta,
'Capta' as emoções, altera ao pensar, muito mais as sensações do corpo,
'Absorve-as' e depois as 'liberta' para que encontre a mesma sintonia;

Amor, este misterioso sentimento que se faz 'sentir' como água na pele,
Contagia primeiro aos olhos da mente para depois chegar aos olhos d'alma,
Clama pelo contato físico, pelas carícias, pela proximidade, pelo gostar,
Busca pela cumplicidade, pelo respeito, sinceridade e verdade, pela harmonia;

Faz-se minúscula semente 'armazenada' no mais secreto de cada ser vivente,
É compartilhado quando da união carnal que gerará a nova vida no vente materno,
Passa então a germinar a partir do momento da permissão deste novo ser;

Faz-se minúscula semente 'armazenada' no mais secreto de cada ser vivente,
'Enraíza-se' lentamente pelas veias, pelos órgãos, até chegar ao coração,
Lá hiberna em plena calmaria, mas atento na espera pelo momento de 'florir'.







 
Já não choro como d'antes...
'Liberto' através de risos meus sentimentos,
Fiz-me pelas emoções, poeta, muito mais poesia.

CeGaToSí® - 07-01-2015







'Trabalho do artista plástico: Marcelo Romani Borges de Araujo'

'POETURA - Poesia que 'nasce' da pintura...'

Viajar no tempo...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 07/janeiro/2015


Dever-se-ia cada pessoa de tempos em tempos, viajar nas belezas da natureza,
Apreciar as árvores, o verde dos muros, a sensação do pisar na grama e na terra,
Apreciar os detalhes que ‘esta’ oferta, sua palheta de cores e tons que inibiriam,
‘Captar’ as construções que se ‘abraçam’ da magia que a vida oferece aos olhos;

Dever-se-ia cada pessoa de tempos em tempos, viajar nas belezas da natureza,
‘Ganhar’ para si, para o viver, para a vida em sua totalidade do apreciar, do reverenciar,
‘Alimentar’ sem medos ou receios aos ‘olhos’ d’alma, preservar a sua paz interior,
‘Sorrir’ com os olhos do corpo físico sem vergonha, em pura emoção e vislumbre;

Se a vida é uma magia, um mistério intrigante, que tudo a sua volta seja plenitude,
Apreciar, reparar, parar e ficar olhando, um fitar pessoal, um ‘carregar’ de imaginação,
‘Sonhar’ acordado, reportar-se ao lugar, ao que tudo é ofertado, fazer-se simbiose;

Se a vida é uma magia, um mistério intrigante, que tudo a sua volta seja plenitude,
Por que não fechar os olhos e imaginar, como se teletransportasse para a pintura,
Caminhar com os sentimentos, dar ‘viver’ aos desejos para depois sentir a realidade.







Para saber se amar é preciso muito mais saber conversar...

CeGaToSí® - 07-01-2015




'Trabalhos do artista plástico: Marcelo Romani Borges de Araujo'

'POETURA - Poesia que 'nasce' da pintura...'

Água...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 06/janeiro/2015


Água, como te explicar se na prática nem sempre lhe vemos,
Contudo para que mesmo ver-te, se o que conta é sentir-te,
O que vale é a tua 'carícia' em nossa pele que limpa e refresca,
É a vida que 'carregas' em ti, pois és bendita aonde chega;

Água, como te explicar se na prática nem sempre lhe vemos,
És tão mística que até aos nossos olhos encanta, quase ilude,
'Fala' conosco através da chuva, mar, quedas, rios e riachos, cachoeiras,
Faz-se como quer, desprovida da cor ou camuflada entre tantas;

És a benção do planeta quando entendida e assim respeitada,
Certamente é a lição mais dura que se negam a entender quando lhe ofendem,
Oferta aos olhos de quem vê suas belezas e encantamentos;

És a benção do planeta quando entendida e assim respeitada,
Fascina onde 'brota', trás consigo a vida que germina e se espalha,
Faz-se entre as pedras cantora de lindas melodias, água de viver...







Ofereço-te o meu 'captar' da vida, dia-a-dia 'pedacinhos' de mim,
Cá compartilho emoções, sentimentos, o 'sorrir' dos olhos,
'Desfaço-me' do meu interior para 'renascer' em poesia,
Faço de minh'alma uma 'fina seda' tão transparente que flutua,
Anseia apenas ser bem acolhida com um mínimo de carinho...

CeGaToSí® - 06-01-2015







Quem se é?...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: Piracicaba, 06/janeiro/2015


Este é o ser que não mais se conhece e ainda procura a sua humanidade,
Não se permite ver que está 'perdida' nele mesmo, pois não se vê de fora para dentro,
Não mais conhece a si mesmo, é um estranho em seu interior, muito mais em su'alma,
Preocupa-se e cuida apenas do externo enquanto o interno é belo bolo bolorento;

Este é o ser que não mais se conhece e ainda procura a sua humanidade,
Está mais para desumano, insensível, incapaz de afetos, sentimentos e emoções,
Julga ao seu semelhante com tamanha propriedade, contudo apodrece em seus defeitos,
Olha em plenitude ao seu umbigo, mas não oferta a mão para socorrer ao vizinho;

Quem se é? Quem se foi? Não cabe a este fazer perguntas, a ele isto não importa,
O que conta é o seu 'mundinho' banal, sem escrúpulos, sua ilha solitária e impávida,
Habita a um corpo temporário que já se faz 'morto' vivo, sem princípios, nem amor;

Quem se é? Quem se foi? Não cabe a este fazer perguntas, a ele isto não importa,
O que conta é o que faz e desfaz da vida e o viver já não lhe representa nada mesmo,
Que se dane a tudo, ao planeta, a ele, abençoados os poucos que pensam ao contrário.








Postagens populares