"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Boletim 104 - [ Quizás... Encantos de Ubatuba... Nosso encontro de verão... ]
















Quizás...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 09/julho/2014


Talvez, esta é a palavra que mais ouço de teus lábios,
Tudo que lhe pergunto usas sempre a mesma resposta,
Passam assim os dias, o tempo, minha, a nossa vida,
Penso quanta indiferença, até quando suportarei tudo isto;

Talvez, esta é a palavra que mais ouço de teus lábios,
O que será que fiz para merecer todo este descaso, esta frieza,
Busco e busco explicação, um entendimento, mas não encontro,
Vão-se os dias em desespero e nada me diz, esqueceste-me em abandono;

Nem consigo mais contestar a sua cruel rispidez, tanta amargura,
Vejo-me pouco a pouco vencido em solidão, na ausência do teu amor,
‘Seca-me’ os sentimentos, esvaíssem as emoções vividas;

Nem consigo mais contestar a sua cruel rispidez, tanta amargura,
Vivo contigo num vazio, alimentam-me as lágrimas que meu rosto liberta,
‘Morre’ minha pele, meu viver, não suportando mais seus quizás...














"Uma homenagem ao belo trabalho do artista plástico:
Marcelo Romani Borges de Araujo, ao retratar Ubatuba-SP"

 Encantos de Ubatuba...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 16/julho/2014 


Na tranquilidade da praia contemplo a natureza e suas belezas,
Observo o movimento do mar no seu constante ir e vir,
As árvores que guardam seus segredos, o tempo que parece parar,
As cores sedutoras do céu, das montanhas, os tons d’água;

Na tranquilidade da praia contemplo a natureza e suas belezas,
Sinto-me ser acariciado pela brisa trazida pelos ventos do alto mar,
A mesma brisa que ‘brinca’ com os grãos de areia feito criança,
‘Abraça-me’ o silêncio em pura paz e harmonia, simbiose;

Envolve-me um desejo imenso de não mais partir deste paraíso,
Se possível dormir aos encantos da noite e ao brilho da lua,
O contar das estrelas na espera do sono que me faça feliz;

Envolve-me um desejo imenso de não mais partir deste paraíso,
Respirar a vida que se faz dádiva, bálsamo aos olhos cansados,
Quando libertar meu corpo d’alma aqui quero eu habitar para sempre...















Nosso encontro de verão...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 15/julho/2014


Fazia-se quente a manhã solitária à beira da praia,
Acariciava-me com a minha permissão a pele a fria água,
 Triste me seguia a caminhar pela areia silenciosa,
De repente pouco atrás a mim vejo tua silhueta,
Enfeitiçaste aos meus olhos no instante que lhe fitei;

Fazia-se quente a manhã solitária à beira da praia,
Perdi por instantes o passo, o sentido, senti-me flutuar,
Não entendia o que se passava, apenas absorvia o momento,
Via em teus olhos refletida a felicidade que havia em meu olhar,
Trocamos um discreto sorrir, peles em sutil rubor;

Olhares, breves gestos, nenhuma palavra, mas para que...
Falavam em nós nossas peles as emoções e os sentimentos,
Cúmplices de nós faziam-se agora a manhã, a praia e nossos desejos,
 O destino roubara de mim a saudade, a solidão e ofertava a paz;

Olhares, breves gestos, nenhuma palavra, mas para que...
Caminhávamos lado a lado, mãos unidas em mútua permissão,
Tudo tão espontâneo, tão sincero e verdadeiro, nascia o gostar,
Permitíamos aos nossos corações saborear os primeiros prazeres do amor.












Postagens populares