"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Espaço Homenagem Viva: [ Paulo Roberto Pereira... ]








Homenagem Viva










Estranha Loucura...
Paulo Roberto Pereira
[Paulo Robertus]
Teresina - PI


Brilho de faca,
Ares de serpente,
Estou preso em seu laço,
Já não comando os meus passos,
Desse amor sou dependente.

Parece doença,
Fanatismo que não se cura,
Amar como eu te amo,
Independente de sua presença,
É uma estranha loucura.










Prá Sempre Teu...
Paulo Roberto Pereira
[Paulo Robertus]
Teresina - PI


Não te faço promessa,
o que digo está contido na luz dos meus olhos,
Se vieres comigo menina,
Serei prá sempre teu.










A Vida Vale Ouro...
Paulo Roberto Pereira
[Paulo Robertus]
Teresina - PI


Mina de ouro,
Casa sem reboco,
Buraco na parede,
Ninho de Besouro.

Crianças famintas,
Abrem o berreiro, caem no choro,
No seio da família,
Precisam ser amadas,
Pois a vida vale ouro.










Oceano de Saudades...
Paulo Roberto Pereira
[Paulo Robertus]
Teresina - PI


No espelho dos teus olhos,
Já não há luz, nem claridade,
Retratos e canções,
Brotam em teu rosto,
Um oceano de saudades.

A rosa dissecada,
Do do livro guardada,
Bilhetes, poemas,
Recordações em voz alta,
Flagelo de uma mulher apaixonada.

Em cada canto da casa,
Lembranças do seu amado,
Sofrendo, enclausura o que sente,
Cala, consente,
Pois sabe que no coração,
Não se põe cadeado.

Quando se perde um grande amor,
E o coração esfacelou,
Limpa-se as gavetas,
Joga-se fora as etiquetas,
Uma faxina faz na alma,
Prá evitar o dissabor.

Mas,
Se o amor ainda existe,
E do peito faz morada,
Dê vazão ao sentimento,
O ser amado reconquiste,
Pois saudade é palavra triste.










Eu e o Silêncio...
Paulo Roberto Pereira
[Paulo Robertus]
Teresina - PI


Perdido em meus pensamentos,
Viajo no tempo,
Lembranças, momentos,
Emoções,
Vazão de sentimento.

Portas abertas,
Sorrateiro, assalta-me um vento frio,
Agita as cortinas.
Inerte,
Permaneço calado,
Na alma calafrio.

Como um rio sem água,
No marasmo afogado,
Sem ter noite ou dia,
Mergulhado no vazio,
Tenho o silêncio,
Por companhia.

Sozinho, carente,
Isolado, paralisado fico,
Não exercito a arte da fala,
Medito, reflito,
Mas coragem me falta,
Por enquanto,
Sou eu e o silêncio,
Aprisionados na mesma sala.










Lágrimas de Emoção...
Paulo Roberto Pereira
[Paulo Robertus]
Teresina - PI


Ao longo da vida,
Fazemos amigos,
Raros e poucos,
Contamos nos dedos da mão,
Os verdadeiros,
São mais que irmãos.

O corajoso,
Não teme o perigo,
O solidário,
É fiel, emotivo,
Faz de seu ombro,
Conforto, abrigo.

Com bem diz a canção,
Amigo se guarda no lado esquerdo do peito,
Independente da situação,
Quando a amizade é verdadeira,
Compartilha-se até o rosto,
Vertemos lágrimas de emoção.










Dois Corações e uma História...
Paulo Roberto Pereira
[Paulo Robertus]
Teresina - PI


Olhares, suspiro, sorriso,
Inseguro, ofegante, hesita,
Bate forte o coração,
A emoção alimenta o improviso,
Diante de tanto encanto,
Principia a relação...

Mensagens telefonemas,
Juras de amor ao pé do ouvido,
Tudo parece mágico,
Poesia, poema,
Um conto de fadas,
Romance de cinema.

A cada encontro,
Beijos e abraços,
Um brinde à vida,
Na hora do adeus,
Lágrimas de saudade,
Pois maior é a dor da despedida.

O amor tem feito coisas,
Além do imaginado,
Rima versos, faz canção,
Cura até desenganado,
Na beleza desse instante,
Faz dos amantes, seres iluminados.

Momentos inesquecíveis,
Coisas que não se apagam da memória,
União de corpos,
Conjunção de sentimentos,
Eternizam,
Dois corações e uma história.








Postagens populares