"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 29 de março de 2013

Espaço Páscoa 2013 - [Vanice Zimerman Ferreira... Marcial Salaverry... Ione Jaeger... Francisco Pereira... Ialmar Pio Schneider... Roberto Cavenatti... Jussára C. Godinho... Walter Silva... Rosalino Pansica...]








Espaço Páscoa


[ ... Reflexões sobre a Páscoa... ]

. . . . . . . . . . . . . .



Que a Paz esteja contigo








Ovos coloridos
Vanice Zimerman Ferreira
Curitiba - PR

Os ovos de galinhas, pintados,
com amendoim doce, recheados...
E depois, fechados com papéis de seda coloridos.
Lembram tempos de infância...
A alegria de receber os ovos!
Preparados com antecedência,
ovos pintados com carinho:
azul, amarelo, vermelho,
enfeitados com flores ou bolinhas,
colorindo as cestinhas
E os corações de Amor e Esperança
Na forma do ovo,
a lembrança maior do Renascimento...






O Exercício do Perdão
Marcial Salaverry
Santos - SP

Vamos a Páscoa aproveitar,
para a este exercício nos dedicar...
Após uma sincera reflexão,
comecemos a nós mesmos perdoando,
e depois àqueles que estão necessitando...
O exercício do perdão,
faz tanto bem ao coração,
pois quando a quem nos faz mal, perdoamos,
muito mais nos amamos...
Damos nova chance a quem nos prejudicou,
e que mal consigo mesmo ficou,
e damos nova chance a nosso coração,
de sentir essa gostosa ação do perdão...
Perdoando, melhoramos nossa alma,
que fica em paz e se acalma...
A raiva é má conselheira,
e nos induz a fazer asneira
dá raiva sentir raiva...
é algo que só atrapalha a vida...
Paz e amor, fazem com que
a vida seja melhor para ser vivida...
Vamos seguir nosso Mestre,
que fez do perdão, um Ato Divino.





A Páscoa
Vanice Zimerman Ferreira
Curitiba - PR


       P ascae, Paska, Pessach: Passagem...

       A  flor que a representa é o Girassol.

       S   ímbolo de fertilidade e esperança na figura do coelho

       C  onfraternização, que lembra a infância...

       O vos de chocolate: vida nova, Renascimento!

       A amizade, carinho em doces e perfumados presentes...





 Passagem
Ione Jaeger
Novo Hamburgo - RS

Diz a história da humanidade
Que um homem
Um tal Jesus
- Flagelado, ultrajado -
Deu o último suspiro de vida
Pregado numa cruz.

Passam as nuvens, o sol,
Passam os pássaros, as águas,
Passam dores, alegrias,

Passam ideias, palavras,
Passam fatos, passam dias,

Ele passou por nós,
Ele vive!
Ele passa por nós,
Passará por nós,
Sempre.
Deixando seu recado,
Ensinando a viver num estado ideal de ser,
De ser na perfeição de viver,
Livres no amor,
No amor de se doar, perdoar, compreender,
Aceitar, desafiar, modificar,
Para que a paz, a justiça e a fraternidade
Deem as mãos.

Assim confirmamos:
- Sua presença entre nós não tem sido em vão!





O Sentido da Páscoa
Francisco Pereira [Poeta Francis Perot]
São José do Rio Preto - SP

                         O sentido da Páscoa em sua vida...

                         S erá que você sabe?
                         E ntender só não basta.
                        N ecessário é vive-la
                        T rabalhar o amargo da vida
                         I nstruir a alma ou
                        D esenvolve-la e depois
                        O ferecer o doce da vida que é CRISTO...

                        D ádiva de Deus, ou melhor, o presente.
                        A doçura ofertada gratuitamente a todos...

                        P reparada a verdadeira Páscoa vamos saborear
                        A vida celebrar, nos fartando desse doce manjar
                        S aboroso e essencial a nossa saúde mental
                        C antando com grande alegria louvores ao Deus
                        O ofertante desse maravilhoso manjar dos céus
                        A Ele agrademos pela sua infinita bondade...





Soneto de Páscoa
Ialmar Pio Schneider
Passo Fundo - RS

Jesus, que ressuscitas neste dia,
faze que todo o aflito coração,
ontem triste, renasça na alegria
e na esperança da Ressurreição...

Fizeste ver àquele que não via,
com Teu sangue nos deste a Redenção;
Tua Doutrina sempre ficaria
nas palavras que nunca passarão!

E porque Teu amor foi o mais forte
que o Mundo teve, permanecerás
provando que também venceste a morte.

Filho de Deus, ó Cordeiro Pascal,
aclara-nos e deixa-nos a Paz
até voltares para o Juízo Final!...





Páscoa
Roberto Cavenatti
Suzano - SP

Seguem em turba,
luzes acesas
terços na mão.
O sacerdote
entoa o canto,
todos repetem
em mantra.
Na caudalosa estrada
há igualdade;
ricos, pobres,
vagabundos, marginais,
são Almas.
Como os Hebreus,
ao deixarem o Egito,
caminham a própria esperança.
Cada um conduz
a imortalidade presente,
cientes da ressurreição,
vivemo Cristo vivo
a ofertar-lhes a mão.





Páscoa, tempo de refletir
Jussára C. Godinho
Caxias do Sul - RS

Se ressurgir é reviver,
que a vida reviva!
Que ressurjam valores crucificados
pelos prazeres efêmeros!
Que sejam acordados
sentimentos adormecidos!
Quem seja recordados
laços esquecidos!
Que os sentimentos ressuscitados
brotem no coração
e floresçam encantados
na alma de cada irmão!





Jesus
Walter Silva [Poeta Dolandmay]
Itu - SP

"Eis que sou o quem nada humilha,
O quem de tristeza sorri, se faz perdão;
De amarguras complexas ao coração;
O quem a Deus os envolve, maravilha.

O quem de luz os faz findar a guilha,
Quem de torturas nada sofre em vão;
Que de pecados, sem cair ao chão,
Os eleva, os aquece, e o caminho os trilha.

Sou aquele que na estrada sã da coragem
Os santifica, numa única e santa imagem,
Quem de sangue os deslumbrou na cruz!

Sou aquele que de esperança os corteja,
Quem da fé ao Espírito Santo os almeja
Aos meus braços no santo dia: sou Jesus!"





Sublime Anjo do Amor
Rosalino Pansica [Gigio Jr]
São Paulo - SP

"...Eis o Homem!" - Pilatos [João, 19:5]

Ei-Lo em frente da morte, sem nenhum amigo;
Sem os aplausos, sem os ramos, sem as flores,
Nem banquete, nem púrpuras e nem favores...
Só com o consolo de um Pai que Lhe é abrigo!

Eis o Homem! Flagelado, inocente e traído,
Sim... Humilhado, preso, açoitado entre dores;
Sentenciado à Cruz de cruéis malfeitores,
Entre vis jugos, eis o Homem, escarnecido...

Sublime Anjo do Amor, Salvador esquecido,
No perdão das últimas horas de esplendores,
Eis a Vítima!... Aparentemente vencido.

E olhando a multidão, em plenos estertores,
O Divino Enviado expira, combalido,
Aos Céus que O acolhe entre cânticos e louvores...





Postagens populares