"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

[Boletim 59] - Ingrato Sentimento... Insensível... Lembrança Constante...




Ingrato Sentimento
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 09/fevereiro/2005


Dor e saudade, já os percebo, me procuram novamente,
Sinto-os cada vez mais próximos do corpo e d’alma,
Já se manifestam através de algumas poucas lágrimas,
É o sinal que a solidão se faz ser a minha companheira;

Um sentimento ora ladino, ora sorrateiro,
A espera do tempo certo para o agir...
Aquele em que a razão fica vulnerável, o faz por abaixar a guarda,
Aquele em que a emoção se faz evidente, buscar por um afeto;

Trás junto ao gélido vento intensas sensações, confusão,
Porém impera o desejo do vazio, uma perda imensurável,
O sangrar da ferida que não encontra antídoto,
Mais um triste engano, novas cicatrizes entre tantas;

Rogo que possa ofertar um pouco de piedade,
Clamo, traga-me se possível, alguns minutos de bondade,
Não fazeis de mim um ser morto mesmo havendo vida em mim,
Trazeis por misericórdia um tempo de amor e paz,
não apenas tristeza aos meus olhos.





 Insensível
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 23/novembro/2009


Foste o que não devias ser,
Hoje nada mais representa,
És apenas um vazio,
Lembranças que se confundem;

Como posso sentir saudades!
Se nem isto a mim permitiste,
Foste no início a brisa em meu rosto,
Agora a cicatriz da flecha arrancada;

A ferida externa já desapareceu,
Contudo a dor d’alma faz-se latente,
Nem explicações, tão pouco discussões,
Escolheste um fim e ponto;

Nunca busquei pelas falhas em nós,
Apenas entender porque tanta amizade,
Do nada isolamento e estranhes,
Nem sequer um amargo adeus...



 


 Lembrança Constante
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 09/abril/2006


Senti na pele uma saudade gostosa de ti...
A necessidade quase louca da tua presença,
O calor do teu corpo em minhas mãos,
Acariciar-te sem pressa e com prazer;

Ouvir a tua voz calma próxima aos meus ouvidos,
Trocar idéias e conceitos, falar dos desejos sem pudor,
Olhar em teus olhos e sentir apropriar-me de ti,
Tal como se pudesse interpretar teus pensamentos;

Tomar contigo um cálice de um saboroso vinho,
Há... Quem sabe outros mais,
Quem dera me embriagar contigo,
Carregar-te em meu colo como minha real vitória;

Ter-lhe em toda a tua intimidade, como eu de ti,
No silencio da noite, amar-te madrugada adentro,
Fazer de ti amante, ambos sublimes, também insaciáveis,
Perder-me quando necessário nas curvas de teu corpo;

Encontrar-me nas tuas caricias junto ao meu corpo,
Fazermo-nos pele da mesma pele,
Êxtase dos mesmos desejos e sensações,
Conciliarmos corpos e almas num mesmo sentimento, amor... 


Postagens populares