"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 29 de junho de 2012

[Boletim 55] - Meu Vizinho... O que você representa... Visita...

Meu Vizinho...
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 17/janeiro/2006
Poderia ser o seu, mas este é o meu vizinho,
Sempre que o vejo está sozinho,
Pela sua cara ranzinza aparenta sempre estar revoltado,
Se fizer uso do velho ditado: não passa de um pobre coitado;

 É como se diz no popular, não cheira...
Não demonstra nenhuma boa maneira,
E como se não bastasse, nem fede,
Disfarça tão bem que ninguém sabe se bebe;

Mal se o vê na rua...
Volta para casa sempre depois da lua,
Educação é o que mais lhe falta,
Quem sabe se a avó não maltrata;

O que dizer então de um gesto de cortesia,
É tão enfadonho que à morte causa azia,
Tive o desprazer de conhece-lo por ironia;

Hoje jovem é intragável, na velhice será pura tirania,
A vida prossegue indiferente a ele, mais um mesquinho,
No fim das contas, apenas meu vizinho.




O que você representa...
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 04/agosto/2008
Perdoa-me se por acaso pareci ser exigente contigo,
Sei que não justifica, mas não é insegurança acredita,
É a tua falta... Com o passar dos dias se manifesta à saudade,
Faz da tua presença uma sensação constante e premente,
Por momentos não consigo assimilar que estás ausente;

Em alguma palavra ou outra posso ter sido incisivo,
Mas houve reflexão, me cabe dizer e admitir que o gostar me contamina,
Confesso que quase não me controlo mais, é pura verdade,
Meu corpo aprendeu a necessitar do teu calor, como minha mente,
Minha pele se viciou das tuas carícias que o teu tocar precisa ser freqüente;

Há distancia que nos une e nos separa acelera os desejos e a fantasia,
Aguça as necessidades físicas, fica impossível negar, existe o prazer,
Cada qual se completa no sentimento carnal, revigora em corpo e n´alma,
Há a oferta essencial, honestidade entre as partes, cumplicidade e respeito,
A magia dos nossos olhares que produz as atitudes que permitem puro amar;

O som suave de nossas vozes revelando juras, alegria e euforia,
Libertando a vida que pulsa traduzindo necessidades em completo viver,
Diálogo, compreensão de limites, permissões para ouvir e ser ouvido,
Pulsa em mim o teu sangue, a força confiante das tuas palavras,
Vidas antes solitárias, hoje emanadas no mesmo caminhar, amor...




Visita...
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 28/junho/2003
Não diga que virá me fazer uma visita,
Venha, faça-me uma surpresa...
Venha sem aviso, assim de repente,
Haverá em meu olhar felicidade;

Encontrará em mim um doce sorrir,
Confesso que algumas lágrimas perceberá,
Será pelo prazer da sua presença,
Pelas emoções que compartilharemos;

Terei a ofertar a você minha paz,
Um tempo de carinho, afeto...
Respeito e sinceridade,
Sentimentos verdadeiros que aguardam retribuição;

Peço sim que haja franqueza nas atitudes,
Não me engane e nem engane a você,
Não me deixe a sua espera,
Não há amizade que suporte um ato de falsidade.




Postagens populares