"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Especial Mãe... [Silvia Regina Costa Lima... Cecília Fidelli... Maria Aparecida Mancebo... Regina da Conceição Madeira Goda... Selda Kalil... Sandra Galante... Anna Ribeiro... Mardilê Friedrich Fabre... Cypriano Maribondo Galvão da Trindade... Marcial Salaverry... Maria Walraven... Ignez Freitas... Elizabeth Lucchesi... Jeronimo Madureira... Geraldo Coelho Zacarias... Antonio Cícero da Silva... Luana Thoreserc... Edmilton Bezerra Torres... Nelma Barbosa... Rosangela de Souza Goldoni... Neide Mendes... Maria Socorro Teixeira de Castro... Maria do Socorro Alexandria... Celso Gabriel de Toledo e Silva...]

Especial Mãe


Minha Mãe
Silvia Regina Costa Lima
Vinhedo - SP
A palavra é pequena:
às vezes brava - doce ou serena.
É clara... muitas vezes rara.
Vem no vento, como alento
nas horas de desconsolo
[ou de plena alegria].
Não há um só dia
que por mim não ore
[e a Deus implore]
pois é por mim que vela.
Sei que, das flores,
é a mais bela do ramo.
[e devo tudo a ela].

Minha Mãe, eu te amo!
Retrato de Cecília
Cecília Fidelli
Itanhaém - SP
Como mulher,
sinto-me recompensada.
Meus "meninos" são lindos!
Deus os escolheu a dedo
quando os enviou à mim.
Não é possível descrever,
nem desenhar.
Amor de mãe é amor infinito.
Se mãe tem algum brilho,
se repousa tranquila,
se medita profundamente
sobre a passagem do tempo
é porque sabe que sãos seus filhos
que dão essa luz à sua alma.
Filhos são preciosos presentes
da Bondade Divina.
Ser mãe é transformar-se
na residência da alegria.
Existem mulheres
que nem pedem pra ser mães
mas recebem esse carinho da vida.
Mocinhas ou rapazinhos,
nascem das entranhas da alma.
Uma coisa muito gostosa,
foi que depois que ganhei meu filhos,
perdi meu nome.
Hoje sou apenas a mãe do Li
e a mão do Bi.
Eu os apelidei carinhosamente,
já lá na maternidade.
Mas essa conseqüência
de emoções tão fortes,
iniciou-se muito antes do hospital.
Meus filhos nem suspeitam
que a cada dia que passa
mais agrava-se
meu estado-de-maternidade.
Pena que não dá pra descrever,
nem para desenhar.
No dias das mães,
não importa se haverá um banquete
ou pão com banana na mesa.
Independente de qualquer situação,
de qualquer coisa,
tenho certeza que
de uma maneira ou de outra,
por amor,
por convenções ou por razões,
em todo e em qualquer coração,
haverá um grande almoço.
A essência de cada um
vai tomar seu lugar nessa mesa.
E o grande almoço será servido.
Mãe...
Marcia Aparecida Mancebo
Itapeva - SP
Se estivesses agora aqui,
Pintaria seu rosto doce numa tela,
Pediria a Deus ajuda para me ajudar a colorir,
Esconder tudo o que sua face mostrasse,
Que lembrasse dor.
Quando lembro de ti querida,
Sentada naquela cadeira de balanço,
Aquela que um dia seus filhos embalou,
Fez dormir cantando lindas canções.
Hoje se pudesse invocá-la,
Trazê-la perto de mim, confesso...
Jamais a deixaria se afastar,
Tudo o que sou devo a ti.
Com sabedoria e humildade ensinaste amar,
Apreciar as coisas lindas que a vida nos dá,
Saber escolher, discernir e seguir,
A maior sabedoria fizeste presente em mim,
A Fé, a honestidade e o perdão.
Maria, minha mãe
Regina da Conceição Madeira Goda
Miguel Pereira - RJ
Senhora simples, mas sabia bem viver,
Lia pouco, mas me fez aprender,
Assim como ensinou-me a rezar,
Dia a dia, eu queria saber,
Se na vida é preciso sofrer,
Ou se é possível apenas amar.

De manhã, o café a fazer,
A roupa no varal, a escorrer,
E a merenda já foi embrulhar,
No fogão muita água a ferver,
O feijão já começa a escolher,
E da porta a me abençoar.

Mas um dia, tudo isso passa,
E a vida transborda da taça,
E o retorno mandou avisar,
Que o caminho é o Senhor quem traça,
E por mais que promessa se faça,
Chega a hora do sino tocar.

E assim tudo muda na vida,
A saudade é uma grande ferida,
Que prá sempre ameaça sangrar,
A jornada é missão cumprida,
Mesmo sendo alegre ou doída,
Minha Mãe foi ao Pai repousar.
Era eu mamãe...
Selda Kalil
Brasil
Fui chegando devagarinho!
No meu leito pra deitar
Como um grão tão pequenino!
No seu útero a germinar.

E mamãe muito feliz
Sorridente a me esperar
Tocou-me com suas mãos
Com um brilho no olhar.

E o tempo foi passando!
E eu crescendo sem parar
Lá dentro era tão quentinho
Tão gostoso de deitar

Más no fundo eu sabia
Que ali não podia ficar!
Quando a minha hora chegasse
Eu teria que pular.

Meu coração tão pequenino
Começou a vibrar.
A emoção foi tão grande
Que mamãe pôs-se a chorar
E eu, não sabia o que pensar...
Neste momento...
Eu só queria, ela abraçar

Meu dia estava chegando
Meu mundo, me esperando!
E tudo o que eu queria
Era mamãe me encontrar

Pegar-me nos seus braços fortes
Cantando para mim um ninar
Dormir assim do seu lado
E nunca mais me separar

E assim cheguei!
Cheguei para ficar
Encontrei o mundo aqui fora
E é aqui o meu lugar!...
Junto com minha mãezinha
Até quando será!
Mãe querida...
Sandra Galante
Piracicaba - SP
Mãe querida, falar de você é muito fácil.
Que linda mulher você foi...
Fidalga em sua forma de ser, doce em suas atitudes.
Foi um exemplo de vida deixado
Com o pouco que tinha você fez tanto...
Uma mulher nobre e cheia de encantos
Uma guerreira perante a vida
Nunca vi você esmorecer
Como uma leoa, nos defendeu sempre.
Você foi o anjo enviado para me cuidar e amar
Minha estrela matutina a me guiar
Desde cedo colocou Deus em minha vida
Para que eu soubesse ter Fé e amar meu próximo
Amou-me sem pedir nada em troca...
Minha mãe, como era bom conversar contigo.
Você de tudo fazia piada, quanta boas gargalhadas demos.
Quanta vontade de viver você tinha!
Vaidosa sempre, me lembro bem da sua bolsa de maquiagem.
Você sempre me disse: cuide bem da sua imagem!
E sei que isso herdei de você, o humor e a vaidade feminina.
Mãe querida, que saudade tenho de você!
Como queria hoje me aconchegar em seu regaço
Falar dos meus medos e anseios
Das minhas alegrias e sonhos
Sinto-me desamparada sem a sua companhia
Que saudades da sua mão e do seu cheiro
Sem o seu toque às vezes me sinto fenecer...
Mãe, o tempo passou e a saudade em meu coração se instalou.
Muitas vezes sinto você presente
E isso me deixa muito contente
Em ter você em minha essência
Dos ensinamentos em sua existência
De todas as flores que aqui plantou
Sei que mora em um jardim florido hoje
Jardim que Deus lhe reservou
Colhendo o bem que na terra plantou
Interceda minha mãe por quem muito a amou...
Mães adormecidas
[Homenagem]
Anna Ribeiro
Piquete - SP
Qual a poesia mais bonita ou
aquela que a faria feliz?
Qual a flor que te levaria mais alegria?
Bem sei que nada disso há faria mais feliz

Pois a tua felicidade,
estava na felicidade de teus filhos
Em tua oração pedia por nossa paz com
saúde e a benção de Deus

Ah, Mãe querida!

Agora somos adormecidos dos teus olhos.
Hoje faço o mesmo,
pedindo a Deus proteção para meus filhos
Benditas sejam as Mães moradoras do céu!

Que seus filhos recebam as Bençãos Divina!

Assim seja feita a vossa vontade!
Anjo de candura
Mardilê Friedrich Fabre
São Leopoldo - RS
Na noite quieta... ouve-se sua voz...
Protege os filhos a mãe, só candura,
Alivia-os de sofrimento atroz.
Preocupada, choro e reza mistura.

Protege os filhos a mãe, só candura,
Nada a desanima de seu intento.
Preocupada, choro e reza mistura
Enquanto o tempo move-se mais lento.

Nada a desanima de seu intento
Nem a adversidade, nem o cansaço.
Enquanto o tempo move-se mais lento
Eis que o seu destemor resulta escasso.

Nem a adversidade, nem o cansaço,
Nada dobra a mãe que defende os filhos.
Eis que o seu destemor resulta escasso,
E ela suporta, não sente empecilhos.

Nada dobra a mãe que defende os filhos,
Imuniza-a amor e sabedoria,
E ela suporta, não sente empecilhos
Perante o sacrifício ao qual se alia.

Imuniza-a amor e sabedoria
Com privilégios de mãe, nela inatos.
Perante o sacrifício, ao qual se alia,
Heroína contra as maldades de atos.

Com privilégios de mãe, nela inatos,
Palavras certas e fé imbatível,
Heroína contra as maldades de atos,
Tem a coragem de uma indestrutível.

Palavras certas e fé imbatível
Iluminam o ser quase divino.
Tem a coragem de uma indestrutível,
Faz dos filhos se único destino.

Iluminam o ser quase divino
Ilimitadas luzes de perdão.
Faz dos filhos seu único destino,
Pouco importa para onde eles irão.

Ilimitadas luzes de perdão
Seguem os filhos em vida veloz.
Pouco importa para onde eles irão
Na noite quieta... ouve-se sua voz...
Mãe
Mardilê Friedrich Fabre
São Leopoldo - RS
Melódica voz dispersando-se ao vento...
Mel e néctar são súplicas pelo filho.
Mãe, que nunca se poupa de sacrifícios,
Merece o bem e celestial cuidado,
Mestra do amor, cobre o rebento,
Memorável quadro que fascina a lua,
Momento digno do pincel de Van Gogh.
Para Mamãe
Cypriano Maribondo Galvão da Trindade
[ Poeta Cypriano Maribondo ]
Paraíba - RN
Oi Mamãe...
Aqui é LUIZA.
Quero muito te agradecer.
Por junto com o papai,
Ter me dado a vida.
Daqui do aconchego do teu ventre,
Hoje eu quero te parabenizar.
Pelo primeiro dia das mães,
Que nós passamos juntas.
Olha, eu estou muito feliz,
Por ser sua filha.
E sei que tu e papai,
Também estão muito felizes.
Por que agora eu existo.
Estou contando as semanas,
Dias, horas e minutos.
Para chegar, sair do teu ventre.
E te olhar pela primeira vez,
Sei que será um dia especial.
Que tu, papai e eu vamos guardar,
Por todos os dias da nossa vida.
Um forte abraço e um beijo,
De tua filha LUIZA.
Por este 13 de Maio.
O dia das Mães.
O TEU DIA especial.
Carinho Materno
Marcial Salaverry
Santos - SP
"O que queremos fazer com a vida?"
Quantas vezes se faz essa pergunta,
à procura da orientação materna...
E conta-se com o apoio da sua mão terna,
que vem sempre em socorro,
apontando o caminho, acalmando o coração,
fazendo pensar, com um tempo para reflexão,
que é preciso pensar bem
para acalmar o coração inquieto,
que sem ela não fica quieto,
esperando que ela chegue
tranquilizando com as palavras certas,
e sempre dizendo com sabedoria,
"o diabo sabe por diabo,
mas mais sabe por sua idade..."
Sempre se deve escutar
a voz da experiência,
que com paciência
sabe aconselhar,
para que se possa o rumo acertar...
E durante toda a vida
diz-se sempre, de coração,
OBRIGADO MAMÃE QUERIDA...
Mãe é ternura e doçura
Marcial Salaverry
Santos - SP
Mãe, dedico toda ternura,
a quem a vida completa,
e deixa de tal doçura
a nossa vida repleta...
Homenagem a todas
as Mães e Pais...
Maria Walraven
[Mariaw]
Fortaleza - CE
É o meu desejo hoje de prestigiar
Aquelas que são mães de verdade
Também aquelas que o são de fato
Que educa e ama na medida exata
Mãe é uma palavra tão doce
Tem todo o encanto das flores
Toda a doçura do mel
Todo o potencial dos amores
A todos os pais que também são mães
Estes têm meus parabéns redobrados
São homens dinâmicos
Mas com um amor sempre renovado
Mãe é aquela que está presente
Não importa a genética
Mãe é aquela que não mima de presentes
Mãe é aquela que só oferece verdade
É difícil educar, sem dúvida!
Não há escolas para ensinar
Ela traz da vida sua lição
Que ela repassa de coração.
Mãe
Ignez Freitas
São Paulo - SP
Mãe o seu nome se escreve
Com três letrinhas apenas,
Mas tem um valor imenso,
Essas letras tão pequenas.

                                                             Com o M de Maria,
                                                        Da santa mãe do Senhor,
                                                       Eu escrevo o nome "mãe",
                                                     Que é o sinônimo de amor.

                                                                       O A de amor eterno,
                                                         Em nossa vida ela é tudo,
                                       A mãe traz no coração.
                    O maior amor do mundo.

                                                                       O E de estrela guia,
                                                                                  Que na vida nos conduz,
                                                                                              Mãe que é eternamente,
                                                                                                               A nossa fonte de luz.
Mães e Marias
Elizabeth Lucchesi
[Beth Lucchesi]
Salvador - BA
Mãe
Maria
Mãe Maria
Mãe de Maria
Maria e mãe
Mãe e Maria
Maria mulher
Santa ou Maria
Simplesmente Maria
Mãe
Jeronimo Madureira
Maricá - RJ
Minha mãe,
Mulher magnânima,
Majestosa,
Meticulosa,

Multiface,
Mestra,
Maestrina,
Mulher maravilha,

Mamã,
Mamãe,
Mamamãe,
Mãezinha,

Mãezona,
Mamma mia,
Madre mia...
Madrezinha!

Mil maneiras de te chamar,
Modo mor de me amar,
Amor maior!
.............
[Tautograma = origem grega - composição poética, na qual
'todas' as palavras começam com a mesma letra]
Dois "tesouros"
Geraldo Coelho Zacarias
Taboão da Serra - SP
Se muito antes de seres concebida,
alguém em sonhos e planos já te amava
e amou com alegria intensa e tão sentida
quando enfim grávida se encontrava;

E eram dois corações num só ser
e um deles, de todos o mais feliz era,
enquanto o ventre cada vez mais a crescer,
aguardava os longos nove meses de espera;

Assim, muito embora bem distante,
o meu coração de pai, compartilha
nesse amor, em igual intensidade e constante
por ti Maria Carolina, minha filha...

E esse alguém te quis com redobrados
sentimentos maternos e não deixou que ficasse
o seu amado ser sem seus cuidados
pra que felicidade nunca te faltasse;

E se hoje que não és tão pequenina,
os mesmos cuidados tem, pois é eterno
este sentimento forte que domina
os corações, chamado amor materno;

Assim embora eu não tenha feito parte
de tudo isso, o meu coração de pai compartilha
nesse amor, por isto canto para falar-te
Carolina, o quanto eu te amo, minha filha...

E hoje, a esse alguém [que é mãe] de fibra e coragem,
dedico o imenso amor que meu coração contém
cantando a mais justa e merecida homenagem;
e a ti, minha filha querida que és mãe... também...
A Nossa Mãe
Antonio Cícero da Silva
[Águia]
Carapicuíba - SP
A nossa mãe é heroína
Ela é procriadora da vida
E muita gente nem imagina
Que por Deus é concebida.

A mãe é mulher decidida
É a rainha do lar
A cada dia ela enfrenta a guarida
Sem jamais se enfadar.

Todos nós possuímos uma mãe
Salvo a que com Deus foi morar
Mesmo assim ela é nossa guardiã
Que em nosso coração sempre está.

A mãe é joia sem igual valor
Que cintila em todas as horas
Que sempre nos cuidou com amor
Do lar é a grande senhora.

A mãe é excelente conselheira
Ela é a maior amiga da gente
Que guarda-nos com segurança
E nos deixa muito contentes.

Entre a mãe e os filhos não há idade
Para a mamãe o filhote nunca cresce
Que para a maior majestade
A criança inocente permanece...
Mãe
Luana Thoreserc
São Paulo - SP
Espírito nos braços da expiação
Era eu em outro plano vivendo
Vieste dos vales do além primeiro
E eu fiquei a espera do momento
Em que deitaria em teu útero
E nasceria como flor em teu coração!

Em braços amorosos de teu leite me alimentei
Olhei em teus olhos...
Não existia o passado antigo...
Tu, Mulher, me amou e eu te amei...

Cresci na guarda de teus conselhos
Passei a ser a paz segura nas horas de teus medos
Nasci com respostas para tuas dúvidas...
E tu me deste o amor que rompe as barreiras da vida!

Hoje vejo teus cabelos ficarem brancos
E as rugas marcarem teu rosto...
Não temo nossa despedida
Que certa virá um dia...
Estaremos sempre juntas
Neste amor, eterno amor que nos ilumina!

Meu útero como teu foi consogrado
A vida nasceu e para meu fruto
Dou o que tu me oferece
Amor, incondicional... Sagrado!

Até quando?

Digo-te mãe querida

Mesmo que se apague o sol
Mesmo que a noite seja eterna
As fontes sequem, e as chamas sejam certas...
Sempre estarei ao teu lado...
Por que assim prometi...
Assim o quero...
E assim foi Programado!
E só contigo sou feliz
Sob a proteção de teu amor abençoado!

Mãe
Edmilton Bezerra Torres
Recife - PE
Ainda que a minha boca pronuncie
As palavras que merecias ouvir
E que as minhas mãos não te tragam
Os presentes que merecias ganhar
Peço que não fiques triste
Que não deixes de sorrir
Porque o meu coração
Nunca deixará de te amar.
Mãe
Nelma Barbosa
Volta Redonda - RJ
              Quando tudo foi escrito
                               sobre este ser divinal
                                                Nasce o verso, mais bonito
                                                               o fruto do amor carnal
                                                                              Renovando a sinfonia
                                                                                           Com rimas e melodia
                                                                                                        MÃE - ser espiritual.
Mães
Rosangela de Souza Goldoni
Niterói - RJ
Virgem Maria,
Maria José,
Mãe Menininha,
Canô e sua fé!

Mãe que é de Santo
Santana mulher,
De todas as cores
De Cássia a Esther!

Mãe decidida,
missão: amparar
benditas as mães
e suas crias a ninar.

Senhora da Dores,
Senhora do Parto,
protejam as mães,
ofertem amparo!
Saudades da Mamãe
[Te amo mama]
Neide Mendes
São Paulo - SP
Ainda tenho medo de andar sozinha,
Ainda preciso que alguém me pegue pela mão,
Não esqueci as lições da infância, nem do balde,
que subia chorando com a água do poço, cantando a mesma canção,
Não me esqueci do sofá cama, aquele vermelho,
que a gente em quatro dormia, e brigava a noite na cozinha;

Ainda me lembro da primeira poesia,
Ainda acordo com o cheiro do seu café,
Não esqueci as canções da infância, nem de você na beira da pia,
ou do tanque, na beira do fogão, sempre em pé,
Não me esqueci da macarronada, aos domingos, aquela
com molho vermelho, que em oito a gente comia;

Eu ainda gosto de leite quente com açúcar,
Eu ainda preciso muito de você...
Lembro-me do cheiro da roupa limpa, passadinha sobre
a cadeira, da canela em pó no arroz doce,
Lembro-me das bengalas no saco de pão, dos patos, aqueles
brancos, que bicavam sem machucar;

Eu ainda gosto de andar descalça,
Eu ainda gosto de pisar no chão,
Lembro-me do quebrar dos ovos, dos pintinhos amarelos,
dos pés de bananeira, de espiar pelo vão,
Lembro-me dos limões siciliano, e do dinheiro em penca,
dos gansos brancos, no meu encalço;

Ainda estou aprendendo a voar,
Ainda preciso, que alguém me oriente,
Não esqueci, que eu não queria ser grande, sabe mama?
- Eu ando muito carente, tão descrente,
Não esqueci, que eu me escondia nas árvores, aquelas
ameixeiras do quintal, e você ia me procurar;

Ainda estou aprendendo a ser grande,
Ainda preciso, que você fique comigo,
Não me esqueci da lição de casa, de fazer o cabeçalho, mas
não é fácil passar de ano, nem encontrar um amigo,
Não me esqueço da oração à noite, ainda que meio cética,
peço a Deus por você, por sua saúde;

 Eu ainda gosto de banana com canela,
Eu ainda sou, tua pequena aprendiz,
Lembro-me da primeira a quarta professora, do grupo
e das medalhas, que te faziam feliz,
Lembro-me do abacateiro, dos mandruvás, aqueles
verdes, e você sorrindo na janela;

Eu ainda gosto muito de circo,
Eu ainda sou aquela menina arteira,
Lembro-me dos dias passados, das pessoas queridas,
que se foram, hoje somos apenas cinco,
lembro-me do quintal de casa, da roupa no varal,
da cerca verde, de pé de amoreira;

Aprendi tantas coisas mama, mas ainda,
não aprendi a andar sozinha,
Ainda preciso, que segure minha mão...
Lembro de muitas coisas, mas, jamais vou
lembrar-me de te esquecer,
sempre estarás comigo.

Te amo mama.

Mãe...
Maria Socorro Teixeira de Castro
[Florzinha]
João Pessoa - PB
Ventre em flor,
Que gera vida,
Doando amor.
Minha Mãe
Maria do Socorro Alexandria
[Marsoalex]
Itaboraí - RJ
Num ato de amor e prazer
Gerado com emoção
Nove meses em teu ser
Tive a vida em gestação.

Depois, trouxeste-me pra vida
Fui parte de tua dor
Rasgando tua carne sofrida
Num ato de puro amor.

Cresci nas tuas mãos me guiando
Abrindo passagens, caminhos
O teu saber me ensinando
Protegendo-me em teu ninho.

Obrigada! Minha mãe, por esta vida doada
Que segue trilha segura no caminho dos teus passos
Foi aquela proteção que eu tive dos teus braços
Que me fez ter uma vida pelo amor abençoada.
Mãe, meu presente...
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 02/abril/2002
Piracicaba - SP
Mãe... Preciso ofertar com o meu dizer um presente,
Assim como saído de seu ventre...
Encontrar as palavras para falar sobre você,
Porém como fazer isto sem existir riso e choro em combinação,
Expressar palavras para dizer o que meu coração e alma sentem,
Demonstrar através dos gestos o carinho e respeito,
Como realizar tudo isto sem permitir que os sentimentos me dominem,
Falar de você é como falar da vida, uma visão sem igual;

Mãe... Preciso ofertar com o meu dizer um presente,
Assim como saído de seu ventre...
Encontrar as palavras para falar sobre você,
Porém como fazer isto sem existir riso e choro em combinação,
Pensei tanto em ficar olhando nos seus olhos absorvendo este afeto,
Mas confesso que ambos não resistiriam,
Acabaríamos rindo um do outro,
Imaginei ficar lhe observando assim meio que distante,
Só ficaria um pouco, pois não resistiria e acabaria lhe contando;

Mãe... Preciso ofertar com o meu dizer um presente,
Assim como saído de seu ventre...
Encontrar as palavras para falar sobre você,
Porém como fazer isto sem existir riso e choro em combinação,
Quis ficar em silêncio em minha cama...
Ouvir você ficar me chamando,
Sua voz ecoando meu nome até que você se irritasse e viesse a meu quarto,
Mas assim você ficaria brava comigo,
Perderia a graça da minha surpresa,
Até que você entendesse teria perdido o brilho do que tenho a lhe ofertar;

Criei tantas palavras antecipadas para o dia maior,
Ensaiei, revi, repassei na memória, mas eu me conheço,
Na hora esquecerei tudo,
Ficaremos apenas olhando um para o outro,
Nem precisaria mais do que isto,
Você é minha mãe e me conhece como a ninguém,
Saberia de imediato que estava ali ofertando todo o meu carinho,
Num longo e caloroso abraço ficaríamos em silencio – mãe e a sua cria;

Criei tantas palavras antecipadas para o dia maior,
Ensaiei, revi, repassei na memória, mas eu me conheço,
Na hora esquecerei tudo,
Ficaremos apenas olhando um para o outro,
Escolhi mil presentes, mas nenhum que ofusque o brilho do seu olhar por mim,
Flores, jóias, viagens e tudo mais que sua imaginação pense,
Mas encontrei afinal o único...
Aquele que lhe oferto pela vida – meu respeito;

Criei tantas palavras antecipadas para o dia maior,
Ensaiei, revi, repassei na memória, mas eu me conheço,
Na hora esquecerei tudo,
Ficaremos apenas olhando um para o outro,
Lembrarei de tudo que me ensinou para ser o que sou hoje,
As broncas que me passou ensinando também o porque,
As lições que foram preciso, mesmo cortando seu coração,
Não guardei uma mágoa sequer,
Desempenhou como tal seu papel de mãe;

Hoje eu como muitos outros não poderei mais lhe abraçar,
Cumpriu-se o seu tempo aqui,
Foste zelar pelos anjinhos que ainda virão,
Faz-me uma falta sem proporções, sabes bem disto,
Mas a vida nos ensina a sermos fortes,
Encontramos a coragem necessária,
Nem por isso fazemos desta data algo triste e imperdoável,
Fazemos sim um tempo inesquecível, pessoal...
Um tempo particular onde sua lembrança está gravada na mente;

Hoje eu como muitos outros não poderei mais lhe abraçar,
Cumpriu-se o seu tempo aqui,
Foste zelar pelos anjinhos que ainda virão,
Faz-me uma falta sem proporções, sabes bem disto,
Mas junto com todos os outros que repetirão meu gesto venho ofertar o meu presente,
Com as palavras certas, com erros, com um gaguejar,
Talvez entre soluços dizer...
Não há amor igual que nunca lhe substituirá em todo o tempo que aqui viver,
Passe as piores das provações, a mais forte das alegrias;

Hoje eu como muitos outros não poderei mais lhe abraçar,
Cumpriu-se o seu tempo aqui,
Foste zelar pelos anjinhos que ainda virão,
Faz-me uma falta sem proporções, sabes bem disto,
Porém hoje em especial será o nosso dia,
Poderei fechar meus olhos e reencontrá-la,
Caminhar sem fronteiras, sem a obrigação do tempo,
Apenas você e eu – mãe e a sua cria;

Será o melhor de todos os momentos que a vida oferta,
Será o melhor de todos os gestos que Deus nos permite,
Demonstrar o amor a esta mulher que um dia almejou ser mãe,
Tal qual Maria aceitou receber Jesus como seu filho,
Se amarem pela vida e pela eternidade...
Repetiremos este gesto pelos dias, pelos anos, pela vida,
Enquanto cada mulher transformar o sonho de ser Mãe uma realidade.




Postagens populares