"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 16 de março de 2012

Espaço Homenagem Viva... [Mardilê Friedrich Fabre...]

Homenagem Viva





Doce Tristeza

Invade-me doce tristeza,
Saudade do céu luminoso
Dos dias de encanto e beleza.
Invade-me doce tristeza.
Lembro os momentos de pureza
Do nosso encontro carinhoso.
Invade-me doce tristeza,
Saudade do céu luminoso.

Toma-me a solidão com crueza.
É sina um futuro brumoso.
A noite envolve-me com frieza.
Toma-me a solidão com crueza.
No escuro da mente, a incerteza
De sentimento poderoso.
Toma-me a solidão com crueza.
É sina um futuro brumoso.


Silencias, ó Mundo!

Outra vez minha vida gira
Num redemoinho, em vertigem.
Assusto-me. Será mentira
Tanta energia que me exigem?

Num redemoinho, em vertigem,
Sobrepõem-se as imagens disformes,
Tanta energia que me exigem...
Enquanto tu, Mundo, dormes.

Sobrepõem-se as imagens disformes,
Desbotas pela ilusão,
Enquanto tu, Mundo, dormes
E me negas tua atenção.

Desbotadas pela ilusão
Cenas que não posso esquecer.
E me negas tua atenção,
Mundo, na hora de proteger.

Cenas que não posso esquecer,
Marcas insondáveis em mim.
Mundo, na hora de proteger,
Me largaste num trampolim.

Marcas insondáveis em mim,
Sentimentos em movimento,
Me largaste num trampolim.
Mundo, e agora como isso enfrento?

Sentimentos em movimento,
Companheiros de muitas horas.
Mundo, e agora como isto enfrento?
Teu silêncio não traz melhoras.

Companheiros de muitas horas,
Enlevos tecidos de dor.
Teu silêncio não traz melhoras.
Mundo, não ouves meu clamor?

Enlevos tecidos de dor
Que, às vezes, o coração tira.
Mundo, não ouves meu clamor?
Outra vez minha vida gira.



Disfarçada de Amor

Acordei camuflada de amor.
Das pessoas afastei a dor.

Frustrei em amantes o desentendimento,
Evitando muito sofrimento.

No mundo, propaguei serenidade,
Enchi corações de felicidade.

Pintei muitas vidas de dourado
Fiz de cada ser um apaixonado.

Parei e sobre meus feitos refleti.
Fiz pouco. Cansada desisti.

Qualquer dia, quem sabe, me disfarçarei
De novo de amor e este mundo mudarei



Sutilezas

Nas sutilezas do seu olhar,
Compreendo seu jeito de amar.

Maroto, causa-me calafrios,
Ponho-me, então, a fantasiar.

Reticente, fico intrigada,
Seria capaz de desertar?

Suplicante, sou toda carinhos
Como sereno a flor a beijar.

Doce, ameniza-me o desconsolo.
Não mais a dor a me amedrontar.

Sorridente, declamo a esperança
Enamorada à luz do luar.

Triste, espreito-o desamparada,
Borboleta sem rumo pelo ar.

Pensativo, sondo-lhe o semblante,
Mas nada tem para me ocultar...

Disfarçado, não o reconheço,
De longe, fico só a observar.

Apaixonado, esqueço o infortúnio,
Anseio em seus braços me aninhar.


Um dia...

Vesti-me com pétalas de saudade,
Assaltada por lembranças travessas
De um tempo só de sensibilidade,
Em que corações não ouviam cabeças.

Assaltada por lembranças travessa,
Eu flutuava entre enganos e ilusões
Em que corações não ouviam cabeças,
E a vida conspirava ligações.

Eu flutuava entre enganos e ilusões
No silêncio da madrugada esperta,
E a vida conspirava ligações
Nos descaminhos da distancia certa.

No silêncio da madrugada esperta,
Eu me mesclava à perfeição de Deus
Nos descaminhos da distancia certa
Enquanto sorvia desejos meus.

Eu me mesclava à perfeição de Deus,
Sofrendo dos outros todas as dores,
Enquanto sorvia desejos meus
De livrar o mundo dos maus condutores.

Sofrendo dos outros todas as dores,
Queria a graça, fazendo justiça,
De livrar o mundo dos maus condutores,
Aspiração de minha alma noviça.

Queria a graça, fazendo justiça,
Atrelada aos meus dias passados,
Aspiração de minha alma noviça,
Derramar sentimentos abençoados.

Atrelada aos meus dias passados,
Sozinha, tocada pela bondade,
Vertendo sentimentos abençoados,
Vesti-me com pétalas de saudade.
Se desejar conhecer mais trabalhos
da autora você encontrará em:
[recantodasletras.com.br]
[fremitosdaalma.blogspot.com.br]

Haicais, tancas, fibhaikus e poetrix 

Poesias em CD
Minhas poesias em CD 

Postagens populares