"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sexta-feira, 1 de junho de 2012

[Boletim 52] - Ajuda-me!... Meu Segredo... Viver ou Sofrer!...


Ajuda-me!...
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 02/setembro/2002
Até onde será que estamos nos fazendo bem!
Até onde será que estamos nos fazendo mal!
Tenho o som do teu nome em meus lábios,
Porém não estamos próximos para que me responda;

Estou em conflito com o desejar,
Metade almeja estar ao teu lado,
Metade me consome dizendo não faça isto,
Acredite, creio já ser tarde demais;

Já fizemos o que não devíamos...
A sensação de poder estar presente foi maior,
Meus olhos já se encantaram com tua simplicidade,
Com teu sorrir inocente;

Como fugir de tudo isto?
Sinto-me vulnerável a espera do teu carinho,
Por um abraço que me acolha,
Poder me libertar da solidão;

Temo por nós...
Quanto mais fujo, mais me aproximo,
Conjugar o verbo gostar a dois assusta-me,
Já provei da tua alegria e da tua perda;

Jurei... Jurei não mais acontecer,
Pensava estar protegido deste sentimento,
Quanto logro!
Estou vivendo tudo novamente;

Você não conhece as minhas cicatrizes,
Tentar e sofrer...
Não tenho mais coragem,
Perdoa-me tanta sinceridade;

É muito mais por lhe desejar que digo tudo isto,
Perigos e medos existem, independente do gostar,
Aprendi com a solidão enfrentá-los,
Não me foi ensinado compartilhar o amar...


Meu Segredo...
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 26/maio/2002
Tua visão para mim é um sonho...
Se me fosse possível revelar o quanto lhe desejo,
Como meus olhos brilham quando estou próximo a você,
Como teu sorriso me trás paz e segurança,
Quando posso na distância encontrar-lhe, a felicidade se faz presente;

Tua visão para mim é um sonho...
Se me fosse possível revelar o quanto lhe desejo,
Por um feitiço chamado destino cruzamos o mesmo caminho,
Tento fugir deste sentimento, desde mistério que me atrai,
Porém uma força maior me faz aproximar mais;

Diante de você nada consigo dizer...
A coragem ficará sempre escondida,
Nunca poderei contar o que sinto,
Tenho medo das reações, do que pensará,
Será meu segredo enquanto viver;

Diante de você nada consigo dizer...
A coragem ficará sempre escondida,
Uma sensação não correspondida entre nós,
Uma dor e uma alegria constante,
Só eu sei quanto me indago do por que;

Presença e ausência tornam meus dias um conflito,
Estamos tão próximos, quase companhia constante,
Estamos por vezes mais que unidos...
Por algum tempo até me é possível o toque,
Sentir o calor do teu corpo;

Presença e ausência tornam meus dias um conflito,
Estamos tão próximos, quase companhia constante,
Ouvir o som da tua voz em meus ouvidos,
Pensar o mais proibido desejo,
Saber que só será na imaginação o que sinto;

Perdi o controle dos meus pensamentos,
Peço perdão por minhas palavras...
Esta é minha forma de livrar-me das angústias,
Esquecer um pouco deste desejo que me enlouquece,
Tranquilizar n'alma;

Perdi o controle dos meus pensamentos,
Peço perdão por minhas palavras...
Entenda o que faz misturar sensações,
É um sentimento sincero,
Perdido em meus lábios;

Preciso entender que o silêncio será o único meio,
A forma que me permitirá o contato,
A vida engana o meu pensar e desejos,
Nunca serei para você real,
Consolo-me com o imaginar e o sonhar;

Preciso entender que o silêncio será o único meio,
A forma que me permitirá o contato,
Em um tempo não distante encontrarei a resposta,
Enquanto isto não acontece permanecerei ofertando meu carinho,
Pois coragem nunca eu terei para contar a você meu segredo...


Viver ou Sofrer!...
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSí®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 20/dezembro/2002
Quanto medo eu tive de você...
Esperei-lhe a minha vida inteira,
Senti-me como o mar revolto,
Meu sonho se realizando;

Quanto medo eu tive de você...
A vida pulsando em meu corpo,
Angústias e desejos, tudo ao mesmo tempo,
Fechei meus olhos e lhe recebi;

Respirei tantas emoções,
Quase me afoguei em tanto sentimento,
A vida me confundiu...
Ofertou-me o que mais queria;

Respirei tantas emoções,
Libertei-me de mim?... Só eu tenho como responder,
Enclausurei-me mais ainda em dúvidas!
Faço por encontrar as respostas;

O que posso fazer...
Ninguém pode decidir por mim,
Encontro-me literalmente só,
Nem coração, nem alma;

O que posso fazer...
Peço a Deus que me aconselhe,
Encarar ou me arrepender da não escolha,
É a minha vida, cabe-me viver ou sofrer...


Postagens populares