"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sábado, 1 de outubro de 2011

Espaço Divulgação 7 - [Suelzy Quinta Alcantara... Ricardo Daiha... Maria Luzia Fronteira... Suzana Heemann... Adriana Marcondes Paranhos Leal... Luis Dilmar Roggia... Lisiê Silva... ]





Espaço Divulgação

[ ... A poesia em ação... ]
[ ... Aqui você é bem recebido[a]... ]
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Amor sempre Amor
Suelzy Quinta Alcantara [ Flor da Vida ]
Abadia de Goiás - GO

Onde está você amor?
Tantos poemas em mim se inspirou
E assim tão de repente me abandonou...
Deixou-me na amargura
Foscos e tristes são os meus dias
Primavera sem orvalho
Flor em agonia...
Teria a musa perdido a cor?

Sei...
Um após o outro
Os anos foram chegando...
O tempo implacável que não perdoa
Tirou da casca a formosura...
Seu amor não resistiu
Você não conseguiu enxergar além...
Não captou a rara beleza interior
E muito menos o verdadeiro amor
Que a flor murcha pelo tempo
Renovou a cada primavera...

Vá amor...
Continue a voar de jardim em jardim
Quem sabe pra você a mágica aconteça
E o tempo não envelheça seu exterior...
Que os botões em flor
Nunca lhe neguem o néctar do prazer...
Que a idade nunca venha a lhe doer...

Mas se um dia se sentir sozinho
Ou se lhe faltar o aconchego de um ninho
Espero que não seja tarde demais
E eu ainda esteja por perto para acolhê-lo com carinho
E você possa ver em meu olhar
Que o meu interior é mais belo que a mais bela flor
E finalmente se aqueça em meu amor...


Renúncia
Ricardo Daiha
Rio de Janeiro - RJ

Abdico,
Dos falsos amores,
Dos velhos pudores,
De todas as dores da alma;

Renuncio,
Ao tédio das noites insones,
Aos pesadelos insanos,
Ao medo que me consome,
Aos traumas;

Abandono,
A espera que desespera,
A cerca que me encarcera,
O esquife em que me deitava.


... Saudade
Maria Luzia Fronteira
Funchal - Ilha da Madeira - Portugal

... Saudade qu’escarneces
Povoada em vazias mãos
Soberbas e vãs... Momentos vãos
Entidade que tocas e que reges

Atiradiço corpo, lanço de mil gumes
Saudade... Qu’estalas no suor e na lágrima
Da noite e a solo... Poisando lástima
Em litígios mil chamejantes... Lumes

... E massas n’almas vadias, desmazeladas
E fraquejantes, em ti saudade, que palco
Pretendes, qu’entendes e qu’estendes

Sonâmbula prece do tempo, saudade
... Querer sem fundo
Arremesso inerte, poderosa entidade.


Solidão a dois
Suzana Heemann
Porto Alegre - RS

Infinita é a distancia que nos separa
não a distancia de espaço, tempo
ou momentos
mas aquela distancia de pensamentos
idéias e sentimentos.
Estás aqui, entretanto,
Ao alcance de meu braço
de um abraço.
Irônica vida
cômica.
Acompanhados
Mas desacompanhados
Juntos, mas separados
ligados pelo vazio do nada
solitários coniventes,
e vivendo por conveniência,
mas a dois...


Sobrevivência
Adriana Marcondes Paranhos Leal
São Paulo - SP

Não existir...
Não te ter é mais que me perder...
É não ver as cores que brilham aos meus olhos.
É perder o sentido do sentir de tocar-te...
Amar-te...
Nem o vento, nem o maior silencio...
São mais doloridos que viver.
Que não ter seu beijo, seu cheiro, seu amor.
Nas manhãs que não acordo, nos dias que não sinto...
Assim levo esse corpo apenas...
Um corpo sem alma, um coração sem sentimento.
Porque morri sem ver, sem tocar, sem amar...
Vivi apenas para completar a morte desse amor.




Um porto para amar
Luis Dilmar Roggia
Joinville - SC

Procurei um porto para ancorar-me
Durante noites em que amei
Portos apareceram-me
Em nenhum me ancorei

Os pilares fragilizados
Precisavam de manutenção
Onde pensei em ancorar-me
Não havia sustentação

Então segui navegando
Desbravando o céu e o mar
Procurando outro porto
Pra meu coração ancorar.

Que os ventos do amor me guiem
Antes que eu naufrague.


Alma Humana
Lisiê Silva
Manaus - AM

Há em cada alma humana...

Uma sede de conhecimento.
Uma esperança em tocar o infinito.
Uma fome de felicidade estampada.

Uma natureza sedenta de absoluto.
Uma sabedoria que anseia pelo eterno.
Uma inteligência sonhando em ser Luz...

Uma busca pelo sentimento que foge.
Uma fuga pela dor que se sentiu.
Uma inquietude em viver o futuro.

Uma vontade de parar o tempo no agora.
Uma espera pelo amanhã que ainda não veio.
Uma saudade pelo ontem que já partiu...

Uma página virada que o coração não esquece.
Uma solidão que remete a um espaço vazio.
Uma paz que se procura do lado inverso.

Uma frase ou um verso que o tempo não escreveu.
Uma esperança que não quer sorrir quando sorris.
Uma ansiedade por encontrar o que se perdeu...

Uma voz que não cala, e fala todas as línguas.
Uma verdade que não satisfaz por não ser plena.
Uma plenitude de viver a vida de forma serena.

Uma Fé que não desanima, a vida que nos ensina.
Uma necessidade insaciável do amor de Deus,
é o que há, em cada alma humana...


Postagens populares