"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

"Aqui se 'vive' e se 'respira' poesia... Faça parte deste espaço, siga-nos...

sábado, 18 de junho de 2011

[Boletim 33] - Trajetória... Reaprender... Tempo... Revelações... Rumo...

Trajetória...
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSi®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 03/janeiro/2010
                       
Será sempre preciso entender e seguir em frente,
Por mais difícil que se apresente o recomeçar,
Mesmo que a saudade faça por expor suas marcas,
Querendo ferir com as lembranças do passado;

Tudo o que se vive, se faz experienciar, é feito de ciclos,
Sendo assim haverá sempre um começo, até inesperado,
Um meio onde o desenrolar traçará o caminho a seguir,
Um fim inevitável quando há sua hora derradeira chegar;

Contudo caberão as partes a consciência da escolha,
Seja pelo passo da permissão pelo conhecer recíproco,
O aprender do compartilhar, das regras da cumplicidade,
Sobretudo da hora de ouvir, muito mais da hora do silenciar;

Cada qual é feito de partes que buscam equilíbrio,
Relacionar-se faz ambos avaliarem, refletir sobre o perdurar,
Por isso aprenda, absorva, seja enquanto unidos única pele,
Ofertem respeito, carinho e muito tempo para ouvir;

Assim quando a hora da quebra do ciclo chegar,
Haverá muito mais serenidade e compreensão nas atitudes,
Haverá sim as dores da perda, cada qual é humano,
Contudo muito mais forte se fará presente a valiosa amizade.

Reaprender...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSi®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 28/janeiro/2010
Caminho hoje em busca do viver,
Todas as dores do passado estão enterradas,
Percebi que o que já acorreu não retorna,
Sendo assim cabe a mim seguir em frente;

Levarei sempre comigo as boas lembranças,
Os erros, estes ficarão como aprendizado,
Não há mais conflitos entre razão e emoção,
Há sim equilíbrio, paz física e espiritual;

Descobri que lutar pelo amor precisa ser recíproco,
Contudo, isto não havia como resposta d’outro,
Fiz por nós muito mais do que devia, apenas eu,
A poeira do tempo se dissipou e pude tudo ver;

Hoje o destino e a felicidade se harmonizam,
Nem saudade, nem solidão me controlam,
Aguardo sim o momento certo do novo,
Reaprender a gostar, ser feliz, mutuamente amar...

Tempo...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSi®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 30/janeiro/2009
Nossa permissão de existência denomina-se tempo,
É a metáfora da vida que tudo faz, tudo determina,
É a antítese de tudo que nos oferta, de tudo que nos retira,
Literalmente o [senhor] da vida e da morte;

Nossa permissão de existência chama-se tempo,
Determinante para o amor que gera a vida,
Determinante para a vida que aguarda a sua passagem,
Implacável e inabalável, cumprindo seu papel;

Viemos indistintamente do tempo que antes era pó,
Retornaremos ao tempo que depois será unicamente pó,
Seremos lembranças, saudades, quem sabe esquecimento,
Finito e vulnerável como tudo que habita nosso viver;

Viemos indistintamente do tempo que antes era pó,
Pó que pelo êxtase do prazer se transforma em um novo ser,
Que oferta as maravilhas e desgraças do que se cria ou destrói,
Que solidifica a amizade ou a destrói com areia num deserto;

Tempo, medido, aguardado, solicitado, às vezes reverenciado,
Criamos de nossas atitudes alegrias, também tristezas e discórdias,
Agimos costumeiramente da manifestação da emoção que desgoverna,
Agimos raramente da percepção que a razão oferta e não compreendemos;

Qualquer um de nós, sabe claramente, somos mortais...
Seja masculino ou feminino, somos feitos do tempo que criamos,
Mescla de permissões e negações, nem sempre harmonia,
Porém em busca de oportunidade, da chance felicidade;

Viemos indistintamente do tempo que antes era pó,
Tempo, medido, aguardado, solicitado, às vezes reverenciado,
Nossa permissão de existência chama-se tempo,
Qualquer um de nós, sabe claramente, somos mortais...

Revelações...
Celso Gabriel de Toledo e Silva – CeGaToSi®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em: 11/março/2008
O meu amor por você...
Não se perde na solidão das horas,
Não se desconcentra na espera da tua chegada,
Não se consome no olhar ao vazio;

O meu amor por você...
Desloca-me em pensamento junto de ti,
Transporta-me na imaginação,
Aproxima-me de ti em tórridos sonhos;

O meu amor por você...
Poderá produzir lágrimas,
Mas não se inquiete por isto,
É a emoção que me faz ser feliz ao teu lado;

O meu amor por você...
Alimenta-me a cada novo dia,
Fortalece o teu sentido junto ao tempo,
Equilibra minh'alma na certeza do teu amor.

Rumo!...
Celso Gabriel de Toledo e Silva - CeGaToSi®
Poeta de Luz® - Arquiteto de Almas®
Poeta dos Sentimentos®
Concebida em:04/agosto/2003
Onde se encontra o amor!
Nas palavras de carinho?
Nos gestos de respeito?
Na simplicidade de um olhar?

Onde se encontra o amor!
Nas atitudes ponderadas?
No amadurecimento espiritual?
Na ingenuidade de uma criança?

Qual será a resposta?
Existirá a mais convincente!
Cada pessoa é livre para escolher,
Não creio haver erro ao se expressar;

Qual será a resposta?
Primeiro descobrir seu “eu” interior,
Descobrir que a vida é compartilhar, se permitir...
Ter a coragem e a prudência para ser feliz.

Postagens populares